ATRIBUIÇÕES DO ESPECIALISTA EM RADIOTERAPIA

A Física da radioterapia é a área da física médica relacionada ao uso da radiação ionizante no tratamento das neoplasias malignas. As técnicas associadas a esta área utilizam aparelhos de raios-X de ortovoltagem, unidades de cobalto-60 e aceleradores lineares, além de fontes de radiação constituídas de isótopos radioativos como césio-137 e irídio-192 e outros.

Os físicos especialistas nesta área deverão possuir conhecimentos sobre a física médica básica, bem como sobre técnicas de planejamento de tratamento, dosimetria de feixes terapêuticos, calibração de sistemas remotos de after-loading, radiobiologia e radioproteção.

As atividades de competência dos físicos que atuam em Radioterapia incluem:

  • Participar direta e ativamente na elaboração dos tratamentos radioterápicos, tanto no cálculo da dose como na garantia do controle de qualidade desse tratamento.

  • Obter todos os parâmetros clínicos relevantes para uso em planejamento de tratamento em todos os equipamentos de terapia.

  • Calibrar os feixes terapêuticos em termos de dose absorvida.

  • Desenvolver e executar programas para testes de aceite e controle da garantia da qualidade dos equipamentos de terapia disponíveis no serviço de radioterapia, segundo as normas e critérios internacionais.

  • Manuseio e operação de câmaras de ionização, eletrômetros e outros instrumentos que permitam avaliar as condições de a calibração dos equipamentos de terapia.

  • Elaborar um programa de controle de garantia de qualidade para os dosímetros clínicos. Executar a calibração dos padrões terciários periodicamente.

  • Supervisionar o funcionamento dos equipamentos utilizados nessa modalidade de tratamento e os trabalhos de manutenção dos equipamentos prestados por terceiros.

  • Conhecer aplicações clínicas básicas utilizadas para diagnóstico do câncer: raios-X diagnóstico, tomografia computadorizada, mamografia, etc.

  • Organizar e apoiar o planejamento de programas de treinamento e formação de recursos humanos na área de física de radioterapia, bem como participar de programas de residência ou especialização médica, e de formação de técnicos especializados.

  • Ser o supervisor de proteção radiológica do serviço de radioterapia.

  • Executar cálculos de blindagem de salas dos equipamentos de radioterapia.

  • Realizar levantamentos radiométricos em salas onde estão instalados equipamentos radioterápicos, assegurando que as mesmas estão dentro das exigências das normas em vigor. Propor métodos de otimização da radioproteção.

  • Desenvolver e executar programas de proteção radiológica dirigidos aos pacientes submetidos a tratamentos que envolvam o uso de substâncias radioativas e aos funcionários cujas atividades envolvam manuseio ou exposição a essas substâncias.

  • Estabelecer instruções para condutas em situações de emergência ou em caso de acidente radiológico.

  • Elaborar planilhas dos resultados das doses recebidas, pelos funcionários, de acordo com os resultados da monitoração individual mensal, em atendimento a exigência da CNEN.

  • Conhecer as normas nacionais e internacionais desta área, bem como participar de atividades das comissões nacionais para o desenvolvimento de textos normativos para radioterapia.

  • Dar apoio administrativo e logístico em assuntos relacionados com o planejamento e aquisição de novos equipamentos de terapia e de sistemas de medida.

  • Formular, organizar, participar, gerenciar, procurar apoio financeiro e outras atividades relacionadas a desenvolvimento de projetos de pesquisa na área.

A ABFM

Formação

Calendário

Outros Cursos

Mais informações

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram

©2020 - ABFM | Design e Desenvolvimento: Acquaviva Eventos