Busque na ABFM:
 
ÁREA RESTRITA
 
 
Esqueci minha senha
 
DESTAQUES
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
ABFM NEWS - Noticias
 
Ciência avançada em radiação síncrotron
 
"Entre os dias 17 e 25 de janeiro de 2011, pesquisadores de diversos países interessados na área da tecnologia síncrotron estarão reunidos em Campinas (SP) na Escola São Paulo de Ciência Avançada (ESPCA) “New developments in the field of syncrotron radiation”. O evento tem apoio da FAPESP e será realizado no campus do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), com esperados 100 estudantes de doutorado e pós-doutorado, metade do Brasil e de nações latino-americanas e metade de outros países. As inscrições foram prorrogadas até o dia 15 de novembro e, para a submissão, é necessária uma carta de recomendação do orientador ou coorientador citando o tema da pesquisa do candidato. Na ESPCA-LNLS serão apresentados recentes avanços em radiação síncrotron nas suas mais variadas aplicações. A escola é voltada somente a doutorandos e pós-doutorandos, especialmente os que atuam em áreas que podem usufruir da luz síncrotron. No entanto, não é obrigatório que estejam familiarizados com essa tecnologia, segundo os organizadores. Estão programadas sessões sobre biologia estrutural, imageamento 3D, catálise, magnetismo e supercondutividade, nanociências e meio ambiente. Haverá dois dias de visitas aos campi de São Carlos e de São Paulo da Universidade de São Paulo (USP) e ao campus da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Entre os professores convidados estão os ganhadores do Prêmio Nobel Ada Yonath (Instituto de Ciência Weizmann, Israel), Química em 2009, e Albert Fert (Unidade Mista de Física, Conselho Nacional de Pesquisa Científica, França), Física em 2007. Daniel Ugarte (Universidade Estadual de Campinas), Daniela Zanchet (LNLS), Franz Pfeiffer (Universidade Técnica de Munique, Alemanha), Galo Soler Illia (Comissão Nacional de Energia Atômica, Argentina), Gemma Guilera (Síncrotron Alba, Espanha), Igor Polikarpov (USP), Jin Wang (Laboratório Nacional Argonne, Estados Unidos), Sebastian Stepanow (Instituto Max Planck, Alemanha) e Steven G. Louie (Universidade da Califórnia em Berkeley, Estados Unidos) são alguns dos outros cientistas confirmados. Yves Petroff, diretor científico do LNLS e ex-diretor do European Synchrotron Radiation Facility (ESRF), na França, é o coordenador do evento. A Escola São Paulo de Ciência Avançada (ESPCA) é uma modalidade de fomento da FAPESP destinada a cursos de curta duração em temas avançados de ciência e tecnologia e voltados a qualquer área do conhecimento. O objetivo é promover a interação entre estudantes e pesquisadores locais e de outros países. Para isso, a FAPESP oferece apoio à vinda de jovens estudantes ou pós-doutores internacionais ao Estado de São Paulo para participar de cada Escola e debater os temas abordados. Os professores responsáveis por ministrar as disciplinas devem ser cientistas de excelente qualificação e destaque em seus campos de pesquisa, incluindo-se cientistas estrangeiros convidados. Os estudantes participantes devem estar matriculados em cursos de graduação ou pós-graduação no Brasil ou exterior, sendo potenciais candidatos aos cursos de mestrado, doutorado ou a estágios como pós-doutores em instituições de ensino superior e pesquisa no Estado de São Paulo. Também poderão ser aceitos alguns jovens doutores. Os estudantes selecionados para participar dos cursos terão oportunidade de apresentar, em sessões de pôsteres, os resultados de suas pesquisas, discutindo os progressos de seus resultados com os cientistas participantes. O LNLS fica à Rua Giuseppe Máximo Scolfaro, 10.000, Polo 2 de Alta Tecnologia, Campinas (SP). Mais informações sobre ESPCA-LNLS e submissão de trabalhos: http://espca.lnls.br ou pelo email: roberta.colleto@lnls.br com Roberta Santarosa Colleto. " [+ leia mais]
Colaborador: Laura Natal
Fonte: Agência FAPESP
 
 
HC de Ribeirão Preto disponibiliza nova tecnologia em radioterapia
 
"O Serviço de Radioterapia do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto realizou em agosto um tratamento de radioterapia chamado Intensidade Modulada de Feixe, ou IMRT, em uma paciente de 60 anos de idade. Trata-se de uma nova tecnologia que vai aumentar a eficácia da radioterapia. Essa tecnologia chegou ao Brasil há cerca de dez anos, mas está disponível em apenas alguns centros. É a primeira vez que um hospital público do Estado de São Paulo realiza esta modalidade de tratamento. O médico radioterapeuta do HC, Prof. Dr. Harley Francisco de Oliveira, confirma que este tipo de assistência pelo sistema público de saúde só é oferecido em poucos centros, quase todos em hospitais filantrópicos, sendo o INCA (Instituto Nacional do Câncer), no Rio de Janeiro, o único serviço público desta lista até então. O radioterapeuta, Prof. Dr. Felipe Trevisan responsável pelo tratamento da paciente, disse que ela teve a indicação do procedimento por que tinha um tumor próximo a um dos olhos e ao cérebro e precisava de uma tecnologia mais avançada de radioterapia para tratar a doença. Segundo ele, o tratamento na paciente será feito em 30 sessões. Após essas aplicações, a paciente terá acompanhamento clínico na especialidade de origem. A radioterapia com IMRT, auxilia o radioterapeuta na prescrição do volume de radiação e da dose de tolerância dos órgãos normais. Técnica apurada, o IMRT será aliado à radioterapia tridimensional conformacional, que através da tomografia computadorizada de planejamento, possibilita ao radioterapeuta a delimitação mais precisa do local do tumor e dos órgãos sadios. O objetivo de todos os tratamentos de radioterapia é de causar o máximo de dano às células cancerosas e ao mesmo tempo provocar o mínimo de dano às células normais. O IMRT têm a capacidade de controlar melhor o feixe de radiação do que as técnicas convencionais, minimizando os efeitos colaterais aos tecidos normais. A aplicação dessa técnica é indicada principalmente para tumores de próstata, cabeça e pescoço e sistema nervoso central dentre outras regiões. Para a realização da radioterapia com intensidade modulada, o Serviço de Radioterapia do HC utiliza um aparelho de última geração. ""É um Acelerador Linear que agrega uma série de tecnologia especifica para IMRT, que foi adquirido pela Instituição em procedimento licitatório. A verba destinada ao HC para a compra dos equipamentos foi de R$ 7 milhões, porém foram gastos na aquisição dos Aceleradores R$ 5,4 milhões, o restante foi destinado ao setor de radiologia para a aquisição de outros equipamentos necessários para o diagnóstico do câncer"", afirma o Prof. Harley Oliveira. O Serviço de Radioterapia do HC pretende oferecer esse tratamento aos pacientes que tenham as melhores indicações médicas, conclui. " [+ leia mais]
Fonte: HCRP
 
 
INSCRIÇÕES PARA OS PROGRAMAS DE APRIMORAMENTO PROFISSIONAL HCRP
 
"O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCRP), torna pública a abertura de inscrições para seleção de candidatos ao Programa de Aprimoramento Profissional da Secretaria de Estado da Saúde, no período de 03 à 17 de novembro de 2010, (Dentre as 23 áreas oferecidas destacamos os Cursos de Aprimoramento em Física Aplicada à Radioterapia e em Radiodiagnóstico. As inscrições deverão ser realizadas pelo site http://www.hcrp.usp.br disponível 24 horas por dia, somente por, via Internet. " [+ leia mais]
Colaborador: Thomaz Ghilardi Netto
Fonte: HCRP
 
 
Prorrogação do Dead line para envio de trabalhos par ao congresso da AAPM 2011
 
"Abstract Due Date: December 05, 2010 Full Paper Due Date: December 05, 2010 Notification of Accepted Presentations: January 15, 2011 Pre-Conference Workshops and Courses: April 15-17, 2011 SIIM - Symposium of Instrumentation and Medical Imaging: April 15-16, 2011 ICMP - International Conference on Medical Physics: April 17-20, 2011 " [+ leia mais]
Colaborador: Laura Natal
Fonte: AAPM
 
 
Last Chance to Participate in the Global Survey of Physicists
 
"Last Chance to Participate in the Global Survey of Physicists The American Institute of Physics is still collecting responses to the global survey of physicists. This project is being conducted in collaboration with the International Union of Pure and Applied Physics (IUPAP) and many scientific societies around the world. The survey has been open since 2009, but if you have not already participated, please do so at http://www.aipsurveys.org/global. Make sure your response is included in this unprecedented effort to collect data from physicists across the globe. The survey will be open a few more weeks only." [+ leia mais]
Colaborador: Laura Natal
Fonte: GLOBAL SURVEY OF PHYSICISTS
 
 
Cenas da natureza reduzem dor de pacientes com câncer, diz estudo
 
"Uma combinação de imagens de belas cenas da natureza e música com sons relaxantes ajuda a amenizar dores de pacientes com câncer durante procedimentos invasivos como punções e biópsias, segundo cientistas americanos. Pesquisadores da Universidade de Baltimore fizeram testes para encontrar formas de aliviar a dor em pacientes submetidos a mielogramas, um exame doloroso em que é feita uma punção óssea. Apenas com anestesia local, uma grande agulha é inserida em um osso, geralmente nas costas, de onde é retirada uma amostra da medula óssea. Tal procedimento pode prolongar-se por até dez minutos. ""Queríamos encontrar um jeito de tornar essa experiência mais tolerável"", disse Noah Lechtzin, do departamento de medicina da Universidade de Baltimore. ""Então fizemos um estudo no qual pacientes olhavam dois tipos de imagem durante o exame: cenas da natureza acompanhadas de sons agradáveis ou cenas da cidade, com seus barulhos típicos."" A imagem relaxante mostrava uma região próxima às Cataratas Vitória, na Zâmbia, e era acompanhada de passarinhos cantando. A da cidade retratava uma rua movimentada, com vários carros e pessoas caminhando apressadamente. Os pesquisadores mediram então o nível da dor dos grupos de pacientes e perceberam mudanças significativas. " [+ leia mais]
Colaborador: Gabriela Reis
Fonte: Estadão
 
 
Descoberta fonte oculta de raios X no interior da Via-Láctea
 
"Astrônomos do Japão, usando um detector de raios X a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS) e da Universidade Estadual da Pensilvânia, nos EUA, usando o observatório espacial Swift, da Nasa, estão anunciando a descoberta de um objeto emissor de raios X que se encontrava escondido no interior da Via-Láctea, na constelação do Centauro. O objeto - um sistema binário - foi revelado quando o instrumento Maxi (sigla em inglês par Monitor de Imagem de Raio X de Todo o Céu), no módulo japonês Kibo, da ISS, captou uma erupção gigantesca de radiação, conhecida como nova de raios X. A equipe Maxi alertou a comunidade astronômica mundial, e o observatório Swift conduziu uma observação ""de oportunidade"" nove horas após o alerta, emitido na madrugada de 20 de outubro. A detecção pelo equipamento da Nasa confirmou a presença da fonte de raios X até então desconhecida, que recebeu a designação MAXI J1409-619. ""A observação do Swift sugere que essa fonte provavelmente é uma estrela de nêutrons ou um buraco negro com uma estrela de grande massa localizada a poucas dezenas de milhares de anos-luz da Terra, dentro da Via-Láctea"", disse, em nota, David Burrows, da universidade americana. " [+ leia mais]
Colaborador: Gabriela Reis
Fonte: Estadão
 
 
Siemens Puts High Definition In Motion With HD-Chest
 
"Siemens Molecular Imaging announces HD-Chest - a new technology that reduces blur created by respiration during PET/CT studies, at the European Association of Nuclear Medicine congress from October 9-13 in Vienna, Austria. The latest evolution in Siemens high-definition PET technologies, HD-Chest provides full high definition (HD) lesion detection and improved SUV quantification for every PET/CT study, every day. More than 90 percent of today|s PET/CT studies are whole-body scans that can be used to investigate the presence of small lesions in the chest or upper abdomen. By providing a highly automated, amplitude-based gating technology, HD-Chest images the chest and upper abdomen in high-definition and eliminates the fundamental problems encountered with phase-based 4D gating, which can be disruptive and time consuming. HD-Chest is an innovative combination of hardware and software, that provides an accurate, sharp image as respiratory motion is frozen. It also encourages an easy workflow for the routine evaluation of chest and upper abdomen lesions, providing additional clinical value with every patient study. " [+ leia mais]
Fonte: Radiology / Nuclear Medicine
 
 
Pencil Beam Radiation Offers New Therapy Option For Lung Cancer Patients
 
"Pencil beam scanning technology, an even more advanced and targeted form of radiation treatment known as proton therapy, is now being used to treat patients with lung cancer at The University of Texas MD Anderson Cancer Center. Proton therapy derives its advantage over conventional forms of radiation from its ability to deliver radiation doses to a targeted tumor with incredible precision that avoids surrounding tissue. This results in fewer side effects during and after treatment, and greater tumor control. Most proton patients are treated with a technique known as passive scattering, which uses apertures to shape the proton beam and deliver a uniform dose to the tumor. " [+ leia mais]
Fonte: Radiology / Nuclear Medicine
 
 
Forensic Scientists Use Postmortem Imaging-Guided Biopsy To Determine Natural Causes Of Death
 
"Researchers found that the combination of computed tomography (CT), postmortem CT angiography (CTA) and biopsy can serve as a minimally invasive option for determining natural causes of death such as cardiac arrest, according to a study in the November issue of the American Journal of Roentgenology In the last decade, postmortem imaging, especially CT, has gained increasing acceptance in the forensic field. However, CT has certain limitations in the assessment of natural death. " [+ leia mais]
Fonte: American College of Radiology / American Roentgen
 
 
Virtual Colonoscopy Option Could Improve Colorectal Cancer Screening Rates, Patient Survey Suggests
 
"Providing computed tomography colonography (CTC) - otherwise known as virtual colonoscopy - as an alternative to conventional colonoscopy could improve colorectal cancer (CRC) screening rates, according to a study in the November issue of the American Journal of Roentgenology (http://www.ajronline.org). CRC is the second leading cause of cancer in the U.S. ""While colonoscopy is currently the preferred test for CRC screening, the invasive and time-consuming characteristics of the test are often cited as reasons for noncompliance with screening,"" said Fouad J. Moawad, lead author of the study and physician at Walter Reed Army Medical Center in Bethesda, MD. The study, performed at the National Naval Medical Center in Bethesda, MD, included 250 consecutive average-risk patients undergoing CRC screening who completed a survey that assessed reasons for choosing CTC in lieu of colonoscopy, compliance with CRC screening if CTC was not offered and which of the two tests they preferred. ""Had CTC not been an available option, 91 of the 250 patients would have foregone CRC screening. Among the 57 patients who had experienced both procedures, 95 percent preferred CTC,"" said Moawad. The most common reasons for undergoing CTC included convenience (33.6 percent), recommendation by referring provider (13.2 percent) and perceived safety (10.8 percent). ""It is recognized that screening reduces CRC incidence and mortality. Despite this widely acknowledged benefit, patient adherence to screening guidelines remains suboptimal,"" said Moawad. ""Our findings show the importance of providing CTC as an alternative screening option for CRC at our institution, which may increase CRC adherence screening rates,"" he said. This study appears in the November issue of the American Journal of Roentgenology. For a copy of the full study or to request an interview with the lead author, please contact Heather Curry via email at hcurry@acr-arrs.org or 703-390-9822. " [+ leia mais]
Fonte: Heather Curry
 
 
Toshiba Ultrasound Systems Improve Workflow At University Hospitals Case Medical Center
 
"One of the top priorities for healthcare facilities today is improving operational efficiency. To help address this issue, University Hospitals Case Medical Center (UHCMC) in Cleveland, Ohio, rated among the best hospitals in the nation, recently purchased a suite of systems from Toshiba America Medical Systems, Inc., including an AplioTM MX, two XarioTM XGs and two AplioTM XG systems. These ultrasound systems are enhancing workflow and efficiency as they allow the hospital to perform a variety of patient exams including organ biopsies; intra-operative imaging; and thyroid, lung and pancreas exams. " [+ leia mais]
Fonte: Medical News
 
 
Major Medical Center in India is Country’s First to Offer Fast Arc-based Radiation Therapy Technique for Patients with Cancer
 
"Medanta Cancer Institute harnesses precision and speed of Elekta VMAT (Volumetric Modulated Arc Therapy) for challenging clinical cases In Medanta Cancer Institute’s first two Elekta VMAT cases, physicians were able to simultaneously exploit both the precision and speed benefits of this novel technique. Both patients had cranial tumors located near critical structures—requiring precise targeting of the tumor—and both were inclined to move if the radiation treatment beams were not delivered quickly. “VMAT is particularly useful for patients who can’t lie still for an extended time, where any movement can impair radiation delivery,” says Tejinder Kataria, M.D., Chairperson of the Radiation Oncology department at Medanta Cancer Institute, part of Medanta – The Medicity (Gurgaon, Haryana, India), among India’s largest multi-specialty medical centers. “It also is beneficial for patients undergoing re-irradiation, as the sharp fall-off dose close to previously treated fields can be achieved, in addition to patients whose tumors are located near critical structures.” Medanta’s first Elekta VMAT patient was a male with a sinus tumor that had recurred near the site of a tumor that doctors treated during the patient’s infancy. For the first lesion, he received radiation therapy and underwent surgical removal of one of his eyes. “We had the difficult task of preserving the vision in his remaining eye and maintaining his mental function, as the new tumor was lying very close to the brain,” Dr. Kataria explains. “VMAT gave us the required sharpness of dose gradient for planning Intensity Modulated Radiation Therapy [IMRT], as well as rapid treatment delivery to maintain the patient in the same position during therapy. For the 25 therapy sessions, each single arc treatment took just over two minutes of beam delivery time.” The second Elekta VMAT patient was a 58-year-old man with a brain stem glioma involving the pons. The tumor was situated within the critical pathway of nerve signal transmission between the brain and spinal cord, a site that also serves as the center for important neural functions. “Planning with VMAT gave us the confidence that the high dose target volume will conform to the brain stem without compromising the nearby vital cranial nerves, spinal cord or pharyngeal pathways,” she says. “The patient had to wear a mesh facial mask to immobilize his head during treatment, but since the VMAT beam delivery took less than five minutes to deliver for each of his five sessions, the patient was able to tolerate the treatment well without moving.” According to Dr. Kataria, the use of Elekta VMAT has reduced the radiation delivery time from approximately 22 minutes to 2-3 minutes. Dr. Kataria anticipates that using Elekta VMAT in simpler cases also will help reduce beam delivery times even further—down to 80 to 90 seconds in some instances. Since early September, when Medanta Cancer Institute initiated its Elekta VMAT service, clinicians have started therapy for an additional five patients, treating brain and neck lesions (glioma, metastases, oligodendroglioma, pyriform sinus*), in addition to an endometrial tumor. Medanta performs its Elekta VMAT treatments on an Elekta Infinity system, the first installation of this advanced linear accelerator in India. The medical center will establish a frameless Stereotactic Body Radiation Therapy (SBRT) service, also the country’s first, which will enable treatment of lung or liver tumors in less than 20 minutes. “Today, there are just a few hundred advanced cancer treatment machines to serve a population of 1.1 billion people,” Dr. Kataria notes. “But Medanta and other major medical centers in India are beginning to acquire cancer care technology rapidly, which will help increase access to sophisticated therapy techniques.” *Approval of indications may vary between different countries and additional regulatory clearances may be required in some " [+ leia mais]
 
 
Varian Medical Systems and IMRIS to Co-Develop Revolutionary New MR-Guided Radiation Therapy System
 
"Under the terms of the agreement, the two companies will develop a solution that combines IMRIS|s proprietary MR imaging technology with Varian|s recently introduced TrueBeam™ system, to enable the use of magnetic resonance imaging (MRI) during radiotherapy treatments for cancer. Launched in April 2010, Varian|s TrueBeam system for radiotherapy and radiosurgery offers unprecedented speed and accuracy and has the ability to deliver treatments up to 50 per cent faster, with a dose delivery rate of up to double the maximum of earlier, industry-leading Varian systems. MR is the gold standard for soft tissue imaging. By leveraging IMRIS|s proprietary technology and integrating the exquisite detail of MR imaging with the extensive treatment delivery capabilities of the TrueBeam system, the two companies expect to enhance the effectiveness of radiation therapy. ""We are seeking to augment physicians| ability to target cancerous tissue very precisely, even in areas of the body that are difficult to image,"" said Dow Wilson, president of Varian|s Oncology Systems business. ""Many studies have shown that increased treatment accuracy can reduce the impact on healthy tissues around a targeted tumor."" " [+ leia mais]
Fonte: Radiation Therapy News
 
 
Radioterapia precisa pode melhorar sobrevida de pacientes com câncer inoperável
 
" Um estudo conduzido por médicos da Universidade do Sudeste do Texas revelou que a terapia que utiliza múltiplos feixes de radiação para atingir um tumor do câncer mais precisamente, foi capaz de eliminar o tumor primário e melhorar as taxas de sobrevivência de pacientes com câncer de pulmão que não podem se submeter à cirurgia. Os resultados do estudo mostraram que o câncer primário não se repetiu em quase 98 % dos 55 participantes que receberam a radioterapia estereotáxica corpórea (SBRT). Mais da metade desses pacientes (56 %) estavam vivos três anos após o diagnóstico, enquanto menos de 20% morreram em função de metástase. A SBRT é um procedimento não invasivo que produz feixes de radiação sobre um tumor de uma maneira concentrada e extremamente precisa. Cada um desses raios é relativamente fraco e provoca poucos danos quando viajam através do corpo do paciente. Quando todos os raios convergem para um tumor, no entanto, seu efeito cumulativo proporciona uma dose extremamente potente destinada a destruir as células-alvo com grande precisão. Neste estudo, dos 55 pacientes diagnosticados com câncer de pulmão de pequenas células (câncer NSCL), em estágio inicial, foram incapazes de ter seus tumores removidos cirurgicamente por causa de problemas médicos independentes. Em vez da radioterapia convencional, que geralmente é oferecida a esses pacientes e é administrada em 20 a 30 tratamentos ambulatoriais, os participantes do estudo foram tratados com a SBRT durante três tratamentos em ambulatório. ""Apesar da alta potência do tratamento, menos de 20 % destes pacientes extremamente frágeis experimentaram declínios de saúde sérios,"" disse o vice-presidente de oncologia e radiação e principal autor do estudo, Robert Timmerman. ""Nós acreditamos que estes resultados justificam a SBRT como um padrão de tratamento para o câncer pulmonar em pacientes com problemas médicos graves, como enfisema, doenças cardíacas e derrames"" . O pesquisador acrescentou que o controle do tumor primário é um requisito essencial para a cura do câncer de pulmão e que a radioterapia testada neste ensaio clínico forneceu mais que o dobro da taxa de controle do tumor primário, quando comparada com a radioterapia convencional. ""Os resultados apoiam a investigação clínica em curso sobre o uso da SBRT em pacientes saudáveis, que atualmente se submetem à cirurgia para o câncer NSCL em estágio inicial"", relatou Timmerman. ""A SBRT é rápida, conveniente e muito eficaz"". " [+ leia mais]
Fonte: iSaude
 
 
Tecnologia aumenta incidência de erros na radioterapia
 
"Os avanços tecnológicos tornaram o tratamento de radioterapia mais preciso e eficaz no combate ao câncer, mas, ao mesmo tempo, mais sujeito a erros. Um levantamento feito nos Estados Unidos pelo jornal The New York Times revelou a ocorrência de casos graves de overdose de radiação. Entre os fatores que elevam a incidência de erros estão falhas de software, imprecisão da programação, não obediência a protocolos de segurança e despreparo do pessoal responsável pelas aplicações. ""Os aceleradores lineares (equipamentos de ponta em radioterapia) são extraordinariamente mais complexos do que há 20 anos"", diz o diretor de física clínica do Centro de Câncer Memorial Sloan-Kettering, Howard Amols, de Nova York. Segundo ele, os hospitais frequentemente confiam demais nos novos sistemas computadorizados e os utilizam como se fossem infalíveis. Foi o que aconteceu em um hospital da Flórida, em 2005. A instituição revelou que 77 pacientes com câncer cerebral haviam recebido 50% a mais de radiação do que o prescrito porque um dos aceleradores lineares ficou programado de forma incorreta por quase um ano. Mas a história mais emblemática é a de Scott Jerome-Parks. Por causa de um erro do computador que controla o aparelho de radioterapia, ele recebeu durante três dias excesso de radiação na língua. Perdeu dentes, ficou surdo, com dificuldade para enxergar, incapaz de engolir, teve queimaduras, feridas na boca e garganta, náuseas e fortes dores. Por fim, perdeu a capacidade respiratória e morreu em 2007, aos 43 anos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. " [+ leia mais]
Fonte: Estadao
 
 
Vírus pode ajudar no tratamento de câncer, diz estudo britânico
 
"Um vírus inofensivo encontrado nos sistemas respiratório e gástrico pode ser uma nova arma para auxiliar os tratamentos por radioterapia mesmo em cânceres em estágio avançado, segundo indica um estudo de pesquisadores britânicos. " [+ leia mais]
Fonte: Estadao
 
 
Radioterapia mais curta também é eficaz contra câncer de mama
 
"Uma radioterapia intensiva durante três semanas é tão eficaz e segura entre mulheres com câncer de mama detectado precocemente quanto os tratamentos radiológicos habituais de cinco semanas, indicou um estudo clínico realizado no Canadá e publicado nesta semana nos Estados Unidos. As mulheres submetidas à radioterapia mais curta são expostas a um risco menor de reincidência do câncer até 12 anos depois do tratamento, além de sofrerem menos efeitos colaterais, explicou Tim Whelan, oncologista da Faculdade de Medicina da Universidade McMaster em Ontario (Canadá), o principal autor da pesquisa. Acima de tudo, é tão eficaz quanto uma radioterapia padrão de cinco semanas, após a extirpação cirúrgica do tumor, acrescentou. Para Whelan, a conclusão da pesquisa modificará as práticas médicas atuais para o tratamento do câncer de mama nos primeiros estágios da doença, tanto no Canadá quanto em toda a América do Norte e no mundo. Os resultados foram publicados no ""New England Journal of Medicine"" , e são objeto de apresentação na conferência da American Society for Therapeutic Radiology and Oncology. " [+ leia mais]
Fonte: Globo
 
 
Pesquisadores do IOUSP e do IPEN analisam o efeito estufa na Antártica
 
"No início de 2011, de pesquisadores do Laboratório de Nutrientes, Micronutrientes e Traços no Oceano (Labnut) do Instituto Oceanográfico da USP (IOUSP) e do Ipen realizarão análises e medições no Estreito de Bransfield, na Antártica. O grupo de pesquisa em Aplicações de Radionuclídeos Naturais em Estudos Ambientais participará da Expedição Antártica XXIX, como parte das atividades relacionadas ao projeto de pesquisa Carbo-Thorium: Aplicação de Th-234 como traçador das fontes e sumidouros de elementos-traço e do carbono exportado no Estreito de Bransfield. O objetivo da pesquisa é avaliar a presença de dióxido de carbono capturado da atmosfera por organismos marinhos e como essa captura contribui para o efeito estufa. A coordenação do projeto está sob a responsabilidade da professora do IOUSP, Elisabete de Santis Braga e da pesquisadora Joselene de Oliveira, do Laboratório de Radiometria Ambiental da Gerência de Metrologia das Radiações (GMR) do Ipen. Ambas participarão da expedição no período de 13 de fevereiro a 11 de março de 2011, a bordo do navio oceanográfico de pesquisa Ary Rongel, da Marinha do Brasil. Participarão do grupo de expedição as alunas de pós-graduação do Ipen-USP Lúcia Helena Vieira e Flávia Valverde. " [+ leia mais]
Fonte: Ipen
 
 
Ipen e ABENDI discutem soluções para a falta de Irídio-192
 
"O Ipen e representantes da Comissão de Radioproteção e Segurança (CORSEG) da Associação Brasileira de Ensaios Não Destrutivos e Inspeção (ABENDI), reuniram-se, em 20 de setembro, para discutirem alternativas para a escassez no fornecimento de irídio-192, radioisótopo utilizado na forma de fontes seladas para gamagrafia industrial. A crise mundial na produção de radioisótopos remonta a maio de 2009. " [+ leia mais]
Fonte: Ipen
 
 
Páginas: 1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7 - 8 - 9 - 10 - 11 - 12 - 13 - 14 - 15 - 16 - 17 - 18 - 19 - 20 - 21 - 22 - 23 - 24 - 25 - 26 - 27 - 28 - 29 - 30 - 31 - 32 - 33 - 34 - 35 - 36 - 37 - 38 - 39 - 40 - 41 - 42 - 43 - 44 - 45 - 46 - 47 - 48 - 49 - 50 - 51 - 52 - 53 - 54 - 55 - 56 - 57 - 58 - 59 - 60 - 61 - 62 - 63 - 64 - 65 - 66 - 67 - 68 - 69 - 70 - 71 - 72 - 73 - 74 - 75 - 76 - 77 - 78 - 79 - 80 - 81 - 82 - 83 - 84 - 85 - 86 - 87 - 88 - 89 - 90 - 91 - 92 - 93 - 94 - 95 - 96 - 97 - 98 - 99 - 100 - 101 - 102 - 103 - 104 - 105 - 106 - 107 - 108 - 109 - 110 - 111 - 112 - 113 - 114 - 115 - 116 - 117 - 118 - 119 - 120 - 121 - 122 - 123 - 124 - 125 - 126 - 127 - 128 - 129 - 130 - 131 - 132 - 133 - 134 - 135 - 136 - 137 - 138 - 139 - 140 - 141 - 142 - 143 - 144 - 145 - 146 - 147 - 148 - 149 - 150 - 151 - 152 - 153 - 154 - 155 - 156 - 157 - 158 - 159 - 160 - 161 - 162 - 163 - 164 - 165 - 166 - 167 - 168 - 169 - 170 - 171 - 172 - 173 - 174 - 175 - 176 - 177 - 178 - 179 - 180 - 181 - 182 - 183 - 184 - 185 - 186 - 187 - 188 - 189 - 190 - 191 - 192 - 193 - 194 - 195 - 196 - 197 - 198 - 199 - 200 - 201 - 202 - 203 - 204 - 205 - 206 - 207 - 208 - 209 - 210 - 211 - 212 - 213 - 214 - 215 - 216
 
WEBMAIL
 
 
Dúvidas?
Esqueceu sua senha?
 
ABFM - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FÍSICA MÉDICA - CNPJ 02.091.077/0001-40